Transporte Escolar: como organizar a entrada e saída de alunos

tempo de leitura: 4 minutos

Os impactos do acesso à escola no desempenho dos alunos e medidas para garantir qualidade e segurança.

Os horários de entrada e saída de alunos geralmente são os momentos mais movimentados da escola. Por isso, é preciso criar medidas de segurança, uma logística eficiente para o Transporte Escolar, políticas e ações para atrasos.

Além disso, o mais importante é a presença do líder da escola para supervisionar tudo o que acontece durante esse fluxo de alunos, pais, tutores e condutores. Veja abaixo como fazer essa organização.

A importância do Transporte Escolar para os alunos

A pesquisa do FNDE sobre o Transporte Escolar Rural ressalta os apontamentos de Silva (2009) sobre os impactos do serviço para os alunos, assinalando que:

“O Transporte Escolar é uma extensão da escola, já que é um meio de acesso necessário aos estabelecimentos de ensino”

Assim, a direção escolar deve se atentar para as condições do Transporte Escolar de seus alunos, pois isso faz parte do ambiente educacional. Problemas como atrasos, superlotação, veículos mal equipados e embarques demasiadamente antecipados são alguns dos fatores que podem prejudicar o desempenho dos estudantes.

Professores afirmam que a má prestação desse serviço reflete no dia-a-dia dos alunos em forma de fadiga, falta de atenção durante as primeiras aulas, fome e sono — o que causa ainda mais dispersão e desatenção.

Desta forma, é fundamental que o Transporte Escolar seja tão seguro e qualificado quanto à escola. Por isso, o primeiro passo para obter maior controle do acesso escolar é observar as condições desse serviço. Assim, converse com condutores, pais, tutores e toda a equipe pedagógica, visando conhecer a realidade de sua instituição.

Organizando a entrada e a saída dos alunos

Conhecendo a realidade de sua escola, seus alunos e responsáveis, você tem uma base para começar a criar um controle do fluxo de entrada e saída. Acompanhe conosco algumas medidas práticas.

Logística

Para evitar aquela confusão na portaria da escola, correrias e excesso de alunos, faça uma separação de horários de entrada e saída de alunos de acordo com suas turmas e turnos. Assim, você poderá diminuir o volume de circulação em um mesmo horário.

Fale também com alunos e pais, a fim de educá-los quanto a este processo. Oriente a todos para não se prolongar nos horários de entrada e saída, evitar conversas na porta e ser o mais objetivo possível, focando tão somente no embarque e desembarque. Seja consistente neste ponto e explique aos pais que conversas com professores, com a direção e demais pais devem ser feitas em reuniões marcadas. Essas medidas já otimizarão o processo de entrada e saída dos alunos.

Organização dos veículos

Quanto ao tráfego e organização do Transporte Escolar, crie uma sinalização para indicar os locais de embarque e desembarque. Essa sinalização pode ser feita com placas, faixas e adesivos. Converse com condutores e monitores e os oriente a seguir essas indicações. Isso contribui para o trânsito ao redor da escola e, consequentemente, para o acesso e mobilidade à instituição.

Além disso, você pode criar portões específicos para os alunos que são transportados por terceirizados e para quem é levado e trazido pelos pais ou tutores. Isso evita confusão na entrada da escola e também contribui para o trânsito.

Se for possível, crie ainda uma logística com endereços específicos para determinados grupos de alunos. Faça um roteiro de entrada e saída por ruas diferentes, destinando a portões distintos de entrada e saída.  Isso organiza ainda mais os momentos de transição pela escola.

Medidas de segurança

Faça o cadastramento dos responsáveis por cada aluno desde o início do ano letivo. Conheça os condutores, babás e parentes envolvidos na locomoção dos estudantes.

Além da presença da direção, é fundamental a orientação e atenção dos inspetores e professores. Instrua sua equipe para conferir se os estudantes estão entrando e saindo da escola com os responsáveis previamente cadastrados.

Medidas e políticas de atrasos

A escola precisa ter uma tolerância para atrasos de chegada. No entanto, se o aluno ultrapassar os limites, é preciso criar medidas de segurança, para que o indivíduo não fique desamparado.

Mesmo que o aluno não entre na sala de aula, prepare um ambiente para que ele possa aguardar seu responsável. Assim, a escola cumpre seu dever para com o bem-estar e a segurança do estudante.

O mesmo raciocínio é aplicado para a saída. Separe uma sala especial para aqueles alunos que ficam mais tempo aguardando a chegada de seus responsáveis. Além disso, crie também uma política para atrasos de saída, orientando aos pais, tutores e condutores a não excederem os limites concordados.

Aquisição de tecnologia

A tecnologia é essencial para criar um processo eficiente e seguro. Neste sentido, você pode instalar câmeras de segurança, catracas eletrônicas e sistemas de biometria.

As mesmas medidas podem ser tomadas quanto ao Transporte Escolar, conectando-o melhor ao ambiente da escola. Nessa direção, existem as tecnologias de Rastreamento no Transporte, que fornecem monitoramento em tempo real sobre tudo o que acontece no percurso dos alunos.

Desta forma, a escola pode acompanhar por um sistema web ou até mesmo pelo celular a transportação dos alunos do ambiente escolar para casa e vice versa. Isso garante segurança e organização de entrada e saída, além de proporcionar maior controle sobre o fluxo de alunos, frequência e acesso à escola.

Assim, a direção tem a informação precisa de horários de entrada de saída e até mesmo se determinado estudante chegou ou não na escola. Isso dá tranquilidade aos pais e fornece base à instituição para cumprir seus deveres para com crianças e adolescentes.

Desta forma, a direção escolar pode criar um sistema de entrada e saída de alunos eficiente, seguro e de qualidade. Isso certamente será um diferencial para sua instituição e ajudará você a criar uma gestão alinhada à nobre missão de conduzir estudantes ao melhor caminho a sua educação. Não esqueça que a locomoção para a escola também faz parte da educação e, assim, de sua função pedagógica.

Este post foi útil para você? Então compartilhe! Acompanhe nosso Blog e não perca as próximas publicações. Você utiliza outras medidas para controlar a entrada e saída dos alunos de sua instituição? Escreva um comentário e compartilhe conosco sua experiência!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *