Principais problemas no Transporte Escolar: conheça e melhore sua gestão

tempo de leitura: 3 minutos

Conhecendo os pontos fracos, é possível tomar medidas corretivas. Confira a lista dos problemas do Transporte Escolar.

Por que o Transporte Escolar não vai bem? Quais problemas mais afetam a transportação de alunos até a escola? Quais os principais desafios que você pode enfrentar como Gestor de Transporte Escolar?

Conhecer o cenário é fundamental para a compreensão de falhas e planejamento de reparos. Por isso, conheça agora as possíveis falhas em uma Gestão de Transportação Escolar.

Transporte Escolar e seus problemas

Falta de qualificação específica

A falta de treinamento específico e de qualidade para Transporte Escolar é um dos agravantes do serviço. Sem profissionais preparados, o cenário de insegurança e queda de produtividade é crescente. Por isso, essa é uma das maiores reclamações relacionadas à transportação de estudantes.

Você também pode gostar de ler: Como criar um treinamento para motoristas escolares.

Falta de monitores

Outra crítica existente no serviço é ausência do monitor de Transporte Escolar. A falta desse profissional possibilita acidentes no trânsito, como quedas de alunos de veículos em movimento. Veículos escolares sem monitores se resumem a vulnerabilidade e insegurança para as crianças.

Leia também: Como melhorar o Transporte Escolar.

Roteamento de veículos ineficientes

O problema de roteamento de veículos consiste, basicamente, em criar e organizar rotas ou itinerários eficientes para os veículos realizarem a coleta e entrega dos alunos. Sem uma logística especialista, criam-se rotas ociosas, itinerários extensos e desorganizados, o que causa gastos excessivos. Este é um dos problemas que mais prejudicam a Gestão de Transporte Escolar.

Superlotação

As denúncias evidenciam esse cenário inseguro e irregular. Além de ir contra as regras do Transporte Escolar, essa realidade é prejudicial para os alunos. E também é um problema a ser contornado pelo gestor. Ou seja, é prejuízo para todos envolvidos no serviço.

Veículos vencidos e em más condições

No serviço de fretamento brasileiro, três em cada dez veículos são inadequados. A situação é ainda mais grave no Nordeste. Especialistas afirmam que metade das frotas precisam ser trocadas. Além de comprar, é necessário manter a manutenção dos veículos em dia.

Dica de leitura: Manutenção básica para veículos escolares.

Descontrole de gastos e faturas

A falta de controle de gastos é outro problema no Transporte Escolar. Este fato é prejudicial para gestores, prefeituras e fornecedores. Sem ferramentas para medir o que de fato foi feito, surgem discrepâncias. É um facilitador para fraudes e contas superfaturadas.

Descontrole do acesso ao serviço

A falta de ferramentas capazes de controlar o acesso verídico dos alunos ao serviço é um problema real para Gestores de Transporte Escolar. Isso facilita caronas indevidas, esquecimentos das crianças nos veículos, entre outros problemas. A maioria dos sistemas de gerenciamento rastreiam apenas as atividades dos veículos. Mas o Transporte Escolar carece de monitoramento e rastreamento de alunos.

Você precisa ler também: Como a Tecnologia mudou (para melhor) o Transporte Escolar.

Desta forma, atente-se a essas e as questões atuais da gestão de transportes de alunos. Esses são os principais problemas no Transporte Escolar, mas ainda há outros para analisar.

Para conhecê-los a fundo, converse com pais e não se esqueça dos alunos. Afinal, o serviço é — e sempre deve ser — projetado para os estudantes. Portanto ouça-os e descubra o que pode ser aprimorado no Transporte Escolar de sua rede de ensino.

E você? Pensou em outro problema presente no Transporte Escolar que não foi comentado no texto? Publique um comentário e compartilhe com nossos leitores. Curta nossa página do Facebook para ficar conectado às novidades do Blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *